Trabalhadores demitidos na pandemia não podem ficar com o nome sujo

17 set: Trabalhadores demitidos na pandemia não podem ficar com o nome sujo

A pandemia do coronavírus trouxe impacto brutal para milhões de desempregados. Aqueles que haviam contraído dívidas têm se visto frequentemente obrigados a escolher entre honrar os pagamentos ou adquirir os bens necessários à subsistência.

Diante destas constatações, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR) apresentou projeto propondo que, excepcionalmente durante a pandemia, os trabalhadores demitidos não sejam inscritos nos cadastros de proteção ao crédito. Dessa forma, eles e suas famílias poderão enfrentar o desemprego de maneira menos traumática, evitando que esse período se prolongue desnecessariamente em razão de dificuldades evitáveis na busca de um novo emprego.

“A inscrição nos cadastros de proteção ao crédito dificulta a obtenção de um novo emprego, pois parte dos potenciais empregadores se recusa a contratar trabalhadores inadimplentes”, justifica Gleisi.  “Além disso, a inscrição inviabiliza completamente o acesso a novos créditos que auxiliariam a custear as necessidades básicas no período”, acrescenta.

Considerando o caráter excepcional da medida e o tempo reduzido em que ela terá vigência, não devem ocorrer alterações significativas nas condições praticadas no mercado de crédito. “Empregados, os trabalhadores terão condições de retomar os pagamentos, o que não ocorreria caso a inscrição nos cadastros torne isso mais difícil”, argumenta Gleisi.

Segunda a deputada, não há impacto fiscal na proposta. “Esse projeto é de fundamental importância para um número relevante de famílias brasileiras que viram sua renda familiar cair repentina e fortemente e, no contexto de pandemia, têm enfrentado enormes dificuldades para encontrar novos empregos. Certamente também contribuirá para a recuperação da economia”, justifica.

O Projeto de Lei nº 4633/2020 foi protocolado nesta quinta-feira (17) com coautoria de 41 deputados da bancada do PT na Câmara.

Por Débora Matos- Assessoria de Comunicação